Galeria de Artes Boros

Coleção de arte contemporânea Boros

Um endereço imperdível em Berlim para os admiradores da arte contemporânea, o bunker na rua Reinhardtstraße 20, próximo à estacão Friedrichstr, abriga obras de arte de propriedade do designer de comunicação e colecionador Christian Borus.

O Bunker

Este edifício foi projetado em 1941 pelo arquiteto Karl Bonatz e construído por trabalho forcado em 1942 para ser usado como bunker antiaéreo. A ideia era que civis recém-chegados pela estação de trem Friedrichstr., tivessem onde se abrigar dos ataques aéreos durante a segunda guerra mundial.

O estilo neoclássico e com elementos neorrenascentistas adotados na obra, eram um cuidado estético devido ao uso posterior que o edifício teria. Depois da guerra ele faria parte do conjunto arquitetônico da cidade Germânia, a Berlim que seria transformada capital do mundo pelos planos de Hitler. O chefe geral de arquitetura e planejamento era o arquiteto Albert Speer.

Localizado na parte de Berlim ocupada pelos russos no fim da guerra, em 1945 o exército vermelho transforma o edifício em um presídio para prisioneiros de guerra e depois vários usos se sucederam: no final da década foi utilizado como um depósito de têxteis; em 1957 foi transformado em um depósito de frutas e legumes vindas de Cuba (foi apelidado por isto de “Bananenbunker”). Depois da reunificação, 1990, o edifício passou à propriedade da união. Nele desenvolve-se pela música tecno e festas de fetiches e fantasias no famoso “clube mais duro do mundo”, ainda sucederam vários outros usos de cunho artístico.

A galeria de artes Boros

Em 2003 Christian Boros compra o bunker para abrigar sua coleção particular. As obras ficaram prontas em 2007. Trata-se de um espaço particular onde são expostas as obras de sua propriedade, de artistas internacionais de 1990 até hoje, em 3000 m² e em 80 salas onde os próprios artistas fizeram as instalações de suas obras.

O acervo é composto de todo tipo arte como escultura, instalações, pinturas, desenhos, vídeo ou fotografia. Muitas das instalacoes trabalham com o tema Sound, por isto em cada um dos 5 andares se tem contato com sons. Atualmente os seguintes artistas têm obras expostas a: Ai Weiwei, Awst & Walther, Dirk Bell, Cosima von Bonin, Marieta Chirulescu, Thea Djordjadze, Olafur Eliasson, Alicja Kwade, Klara Lidén, Florian Meisenberg, Roman Ondák, Stephen G. Rhodes, Thomas Ruff, Michael Sailstorfer, Tomás Saraceno, Thomas Scheibitz, Wolfgang Tillmans, Rirkrit Tiravanija, Danh Vo, Cerith Wyn Evans und Thomas Zipp.

Visitação

a coleção Boros pode ser visitada, porém é preciso agendar via internet a participação em um tour promovido por eles em alemao ou em inglês.

Fonte: http://www.sammlung-boros.de/bunker-berlin.html

http://www.sammlung-boros.de/ausstellung.html

 

2 respostas para “Galeria de Artes Boros”

Deixe uma resposta para maristela Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *